Novo artigo de sócio da APA | “O que leva um Ser Humano? Repensar a partir da catástrofe Israel-Palestina.” 

“O que leva um Ser Humano? Repensar a partir da catástrofe Israel-Palestina.”

de Alix Didier Sarrouy 

Será que a única mão estendida é o Hamas? Será que o único futuro de Israel passa pela extrema-direita messiânica? Como podem o radicalismo islâmico e o fanatismo judaico ortodoxo, ambos nas suas versões quotidianas e políticas, ter sido imaginados como o único lugar seguro para construir um futuro? Qualquer um deles propõe a oposição ao Outro, aniquilando-o.

(…)

Tudo está mais à vista, desde a história do conflito aos massacres de dia 7 de outubro, à retaliação cega sobre uma Gaza enclausurada. Também está à vista a falta de poder, ou hipocrisia, da comunidade internacional para um cessar-fogo, para a criação de corredores humanitários, ou para acolher refugiados que ninguém quer, nem Israel nem os países árabes limítrofes. 

O efeito borboleta passa rapidamente a encadear um efeito dominó mundial, tanto contra um dos dois polos, Israel ou Palestina, como a favor de um cessar-fogo e de novas discussões pragmáticas para atingir um acordo mundial que estruture a solução de dois Estados. É urgente e universal a necessidade de garantir a vida num lugar seguro, com possibilidades para uma nova geração sonhar um futuro, no qual se considere o Outro e as suas contestações, no respeito pela diferença. 

Ler artigo completo no portal Buala:

https://www.buala.org/pt/jogos-sem-fronteiras/o-que-leva-um-ser-humano-repensar-a-partir-da-catastrofe-israel-palestina 

Imagens relacionadas: