Imprensa de Ciências Sociais – novidades editoriais

      Comentários fechados em Imprensa de Ciências Sociais – novidades editoriais

No âmbito da parceria com a Imprensa de Ciências Sociais a APA divulga as seguintes novidades editoriais:

Alimentação em Tempos de Crise
Consumo e Segurança Alimentar Nas Famílias Portuguesas

Mónica Truninger (coordenadora)

Descrição:

A recente crise económica e financeira teve efeitos nos hábitos alimentares das famílias que não estão ainda ultrapassados e bem estudados. Este livro debruça-se sobre o fenómeno da (in)segurança alimentar e faz o retrato quantitativo e qualitativo das vivências alimentares das famílias portuguesas no pico da crise. Abordam-se o agravamento das desigualdades sociais, a deterioração das condições de vida, as mudanças na estrutura de despesas com a alimentação, nas políticas de bem-estar e de apoio social. Revê-se criticamente o conceito de segurança alimentar e a sua operacionalização metodológica. E reportam-se os resultados de um inquérito e de entrevistas a famílias de rendimentos baixos com crianças. O livro fornece instrumentos conceptuais consolidados para ajudar no desenho de políticas públicas e outras iniciativas de empresas e da sociedade civil visando o melhoramento das condições de vida das famílias em situação de pobreza e insegurança alimentar.

A organizadora:
Monica Truninger é doutorada em Sociologia e investigadora do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Trabalha em consumo, alimentação, ambiente e práticas sociais.

O livro poderá ser encomendado através do e-mail imprensa@ics.ul.pt no caso das livrarias e através da nossa loja online em: https://www.ics.ulisboa.pt/imprensa caso se trate de compradores individuais.

PVP: 16,00 €
Nosso preço: 14,40 €


Capital Científica Prática da Ciência em Lisboa e a História Contemporânea de Portugal

Tiago Saraiva e Marta Macedo
(organizadores)

Descrição:
Este livro propõe-se fazer da ciência praticada em Lisboa um elemento essencial para a compreensão das dinâmicas históricas do Portugal contemporâneo. Se parece certo que a condição de capital explica o facto de que grande parte da ciência feita em Portugal se tenha concentrado em Lisboa, o conjunto de textos aqui reunido explora as formas como essa centralidade foi construída por meio de objetos técnicos e discursos científicos de modernidade ou decadência. A partir do estudo de uma série de instituições dá-se conta do modo como ao longo dos séculos XIX e XX os problemas urbanos lisboetas inspiraram o trabalho científico. Mas, sobretudo, mostra-se como é que os projetos políticos do liberalismo, da república e do fascismo se fizeram na prática com doses elevadas de ciência e tecnologia e, talvez mais inesperado, como é que cientistas, engenheiros e médicos forneceram matéria de facto para que esses projetos políticos pudessem ser imaginados.

Os organizadores:
Tiago Saraiva é professor associado na Drexel University em Filadélfia, tendo sido investigador auxiliar do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa de 2005 a 2012. Foi também professor visitante na Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA) e Berkeley. Em 2016 publicou Fascist Pigs: Technoscientific Organisms and the History of Fascism (MIT Press) que ganhou o prémio Pfizer de livro do ano da History of Science Society em 2017. O seu novo livro Cloning Whiteness: Californian Oranges and American Democracy in the Global South será publicado em 2020 também pela MIT Press. Juntamente com Amy Slaton é responsável pela edição da revista History and Technology. A sua investigação cruza a história das ciências com história política, história transnacional e história ambiental.

Marta Macedo é bolseira de pós-doutoramento do projeto ERC The Colour of Labour no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Foi membro integrado do CIUHCT e investigadora visitante na Universidade da Califórnia em Los Angeles em 2010-2011. Depois de ter trabalhado sobre a história da ciência e tecnologia e a construção do Portugal contemporâneo, dedica-se atualmente ao estudo das relações entre ciência, tecnologia e império, nos séculos XIX e XX. O livro que resulta da sua tese de doutoramento – Projectar e Construir a Nação: Engenheiros, Ciência e Território em Portugal no Século XIX – foi publicado pela Imprensa de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa em 2012.

O livro poderá ser encomendado através do e-mail imprensa@ics.ul.pt no caso das livrarias e através da nossa loja online em: https://www.ics.ulisboa.pt/imprensa caso se trate de compradores individuais.

PVP: 25,00 €
Nosso preço: 22,50 €


Aliyah
Estudo e Subjetividades,Entre Judeus Brasileiros em Israel/Palestina

Miguel Vale de Almeida

Descrição:
Fazer aliyah” é a expressão usada pelos interlocutores desta pesquisa para definir o processo de acesso à cidadania israelita em virtude de serem judeus. O caso de Israel como Estado-nação construído e reproduzido de forma sui generis constitui um terreno potenciador da compreensão dos fenómenos das circulações contemporâneas, sendo também desafiador ética e politicamente em virtude da situação palestiniana e do conflito/ocupação. Procura-se aqui dar conta da reconfiguração das subjetividades de judeus da diáspora que acedem à cidadania israelita, dos efeitos da subjetificação pelo sionismo e pelo Estado, e dos desafios identitários vividos pelos interlocutores.

O autor:
Miguel Vale de Almeida (Lisboa, 1960) é antropólogo, professor no ISCTE-IUL, onde tem dirigido os programas doutorais, e investigador no CRIA, onde foi diretor da revista Etnográfica. Publicou os livros Senhores de Si: Uma Interpretação Antropológica da Masculinidade (The Hegemonic Male, na edição inglesa), Um Mar da Cor da Terra: Raça, Cultura e Política da Identidade (An Earth-Colored Sea, na edição inglesa), Outros Destinos: Ensaios de Antropologia e Cidadania, e A Chave do Armário: Homossexualidade, Casamento, Família. Co-editou (com Bela Feldman-Bianco e Cristiana Bastos) Trânsitos Coloniais: Diálogos Críticos Luso-Brasileiros e editou Corpo Presente: Treze Reflexões Antropológicas sobre o Corpo, além de ficção e crónicas. Participante de movimentos sociais e políticos em torno do género e da sexualidade, foi cronista do jornal Público, deputado à Assembleia da República e é comentador residente na RTP3.

O livro poderá ser encomendado através do e-mail imprensa@ics.ul.pt no caso das livrarias e através da nossa loja online em: https://www.ics.ulisboa.pt/imprensa caso se trate de compradores individuais.

PVP: 16,00 €
Nosso preço: 14,40 €

 

Imagens relacionadas: