APRESENTAÇÃO EM COIMBRA DO LIVRO PLANETA SIDA: DIVERSIDADE, POLÍTICAS E RESPOSTAS SOCIAIS

      Comentários fechados em APRESENTAÇÃO EM COIMBRA DO LIVRO PLANETA SIDA: DIVERSIDADE, POLÍTICAS E RESPOSTAS SOCIAIS

12 de dezembro às 15h30, DCV – U.Coimbra

No próximo dia 12 de dezembro às 15h30 terá lugar em Coimbra a apresentação do livro Planeta Sida: Diversidade, Políticas e Respostas Sociais. Esta compilação de textos com a chancela das Edições Húmus é organizada por Octávio Sacramento e Fernando Bessa Ribeiro, ambos sócios da APA. Octácio Sacramento e Fernando Bessa Ribeiro, bem como Marta Maia, também sócia da APA, participam igualmente no livro com um capítulo de sua autoria. A apresentação será feita por Ana Luísa Santos (sócia da APA) e terá lugar no Anfiteatro II do Departamento de Ciências da Vida (Colégio de S. Bento) da Universidade de Coimbra.

[descarregar convite]  [descarregar índice]  [descarregar capa e contracapa]


Apresentação do livro:

Associada a um amplo feixe de processos transnacionais, a sida é hoje uma epidemia globalizada. Foi justamente nesta sua projeção planetária, permeada por complexos contrastes e por uma grande pluralidade cultural de experiências, políticas e respostas, que encontrámos o mote para a organização deste livro. O resultado final é uma dúzia de contribuições vinculadas a distintas geografias, situações epidémicas e cenários sociais, considerando -se muitas das grandes áreas mundiais: Norte de África, África Subsariana, Austrália, Ilhas do Pacífico, Sudeste da Ásia, Europa de Leste, Ásia Central, Europa Ocidental, América do Norte e América do Sul. Nos primeiros textos discutem -se de forma mais sistemática e numa perspetiva diacrónica diferentes posicionamentos políticos e formas de intervenção no processo de gestão da epidemia, abordando -se os casos da Austrália e dos EUA, da China, do Brasil e de Portugal. Nos restantes são debatidas, prioritariamente, as representações, subjetividades, estigmas, acesso a serviços de saúde e práticas de cuidado no quadro da infeção em coletivos tão diversos como o grupo étnico
dos Yoruba da Nigéria, os migrantes tajiques na Rússia, os trabalhadores agrícolas sazonais do Leste dos EUA, os refugiados em África, as mulheres que vivem com o VIH na Índia e no Camboja, as mães e a sua descendência em contextos marroquinos e os trabalhadores sexuais da região
do Pacífico. Embora sem pretender ser representativo, este empreendimento não deixa de constituir uma pequena ilustração da grande diversidade que caracteriza o VIH/sida enquanto campo multidimensional de construções simbólicas, vivências, práticas e procedimentos de intervenção política, social e epidemiológica.


Sobre os autores:

Octávio Sacramento é professor no Departamento de Economia, Sociologia e Gestão da Escola de Ciências Humanas e Sociais da Universidade de Trás -os -Montes e Alto Douro e investigador no Centro de Estudos Transdisciplinares para o Desenvolvimento da mesma universidade.

Fernando Bessa Ribeiro é professor no Departamento de Economia, Sociologia e Gestão da Escola de Ciências Humanas e Sociais da Universidade de Trás -os -Montes e Alto Douro e investigador no Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais da Universidade Nova de Lisboa – polo da Universidade do Minho.

Imagens relacionadas: