ALTERAÇÃO Seminário GI Identidades mudado para 31 de Janeiro às 13.30h

      Comentários fechados em ALTERAÇÃO Seminário GI Identidades mudado para 31 de Janeiro às 13.30h

ALTERAÇÃO: O Seminário do GI Identidades, previsto para hoje sexta-feira, 24 de janeiro às 13.30h, Sala Polivalente, ICS-ULisboa será dia 31 de Janeiro à mesma hora e no mesmo local.

O seminário do GI Identidades, Culturas e Vulnerabilidades do dia 24 de Janeiro, que estará a cargo de Emília Margarida Marques (CRIA – IUL).

Título: “Entre Kulturfilm e ‘cinema novo’: usos do cinema no esforço exportador, e vice-versa (Portugal, anos 1950-70)”.

Resumo: “Abordo nesta apresentação, através do caso das curtas-metragens promocionais (co)financiadas pelo Fundo de Fomento de Exportação (FFE) nos anos 1950-70, os usos do cinema na construção de uma retórica de internacionalização em torno da indústria portuguesa e, em conjugação, alguns usos deste interesse institucional pela forma fílmica por parte do campo do cinema em Portugal.

Discutirei (a) a diversidade de idiomas fílmicos mobilizados nestes trabalhos, (b) a heterogeneidade e, nalguns casos, instabilidade das ligações entre o FFE e os filmes em causa, e (c) o facto de, pesem embora sinais contrários a analisar também, esta sequência de filmes acabar por nos dar, quando tomada no seu conjunto, o retrato de uma indústria e de uma economia periféricas e dependentes nas suas relações com o exterior.

Sugerirei que, na sua complexidade, este caso convida a pensar os múltiplos fluxos de comunicação e apropriação observáveis, no período em causa, entre as esferas da economia e da indústria, por um lado, e da cultura (especificamente o cinema), por outro, interrogando ao mesmo tempo o potencial de uma abordagem à cultura (tomada num sentido lato e profundamente imerso no social) a partir de um olhar sobre a indústria e a economia”.

Nota biográfica: Emília Margarida Marques é antropóloga e investigadora no CRIA-IUL. Tem ultimamente vindo a trabalhar sobre o filme de encomenda no contexto do surto industrializante do segundo pós-guerra em Portugal, a partir de um interesse de pesquisa duradouro em temas de técnica e trabalho industrial, classe, e memória social. Última publicação na área: “Old Corporate Films and Former Factory Workers: Film Reception as Social Memory”, Film History 31 (1), 2019.

Imagens relacionadas: